Uma história de Natal!

Certo homem, chamado Mogo,
costumava olhar o Natal como uma
festa sem o menor sentido.

Segundo ele, a noite de 24 de dezembro
era a mais triste do ano, porque muitas pessoas
se davam conta de quão solitárias eram,
ou sentiam muito a ausencia da pessoa querida
que não esteve presente durante o ano.

Mogo era um homem bom.

Tinha uma família, procurava ajudar o próximo,
e era honesto nos negócios.

Entretanto, não podia admitir que as pessoas
fossem ingênuas a ponto de acreditar que um Deus
havia descido à Terra só para consolar os homens.

Sendo uma pessoa de princípios,
não tinha medo de dizer a todos que o Natal,
além de ser mais triste que alegre,
também estava baseado numa história irreal
- um Deus se transformando em homem.

Como sempre, na véspera da celebração
do nascimento de Cristo, sua esposa e seus filhos
se prepararam para ir à igreja.

E, como de costume,
Mogo resolveu deixá-los ir sozinhos, dizendo:
_ Seria hipócrita da minha parte acompanhá-los.
Estarei aqui esperando a volta de vocês.

Quando a família saiu,
Mogo sentou-se em sua cadeira preferida,
acendeu a lareira, e começou a ler os jornais daquele dia.
Entretanto, logo foi distraído por um barulho na sua janela,
seguido de outro... e mais outro.

Achando que era alguém jogando bolas de neve,
Mogo pegou o casaco para sair,
na esperança de dar um susto no intruso.

Assim que abriu a porta,
notou um bando de pássaros que haviam perdido seu rumo
por causa de uma tempestade, e agora tremiam na neve.

Como tinham notado a casa aquecida,
tentaram entrar, mas, ao se chocarem contra o vidro,
machucaram suas asas, e só poderiam voar de novo quando
elas estivessem curadas.
"Não posso deixar essas criaturas aqui fora", pensou Mogo.

"Como ajuda-las?"

Mogo foi até a porta de sua garagem,
abriu-a e acendeu a luz.
Os pássaros, porém, não se moveram.
"Elas estão com medo", pensou Mogo.

Então, entrou na casa, pegou alguns miolos de pão,
e fez uma trilha até a garagem aquecida.

Mas a estratégia não deu resultado.

Mogo abriu os braços,
tentou conduzi-los com gritos carinhosos,
empurrou delicadamente um e outro, mas os pássaros
ficaram mais nervosos ainda - começaram a se debater,
andando sem direção pela neve e gastando inutilmente
o pouco de força que ainda possuíam.

Mogo já não sabia o que fazer.

_ Vocês devem estar me achando uma criatura aterradora
- disse, em voz alta.
_ Será que não entendem que podem confiar em mim?

Desesperado gritou:

_ Se eu tivesse, neste momento,
uma chance de me transformar em pássaro só por alguns
minutos, vocês veriam que eu estou realmente
querendo salvá-los!

Neste momento, o sino da igreja tocou, anunciando a meia-noite.

Um dos pássaros transformou-se em anjo, e perguntou a Mogo:

_ Agora você entende,
por que Deus precisava transformar-se em ser humano?

Com os olhos cheios de lágrimas,
ajoelhando-se na neve, Mogo respondeu:

_ Perdoai-me anjo.

Agora eu entendo que só podemos confiar
naqueles que se parecem conosco e passam pelas mesmas
coisas pelas quais nós passamos.

" Hoje, Mogo entende o verdadeiro significado do Natal, e,
acredita no Deus que, enviou seu filho JESUS, para acreditarmos
e confiarmos no Pai Criador."

FELIZ NATAL !!


Autor desconhecido 
(se alguém conhecer me avise)

Pipocas da Vida

" Pipocas da Vida "

 
 Milho de pipoca que não passa pelo fogo continua a ser milho para sempre.
Assim acontece com a gente.
" As grandes transformações acontecem quando passamos pelo fogo. Quem não passa pelo fogo, fica do mesmo jeito a vida inteira. São pessoas de uma mesmice e uma dureza assombrosa. Só que elas não percebem e acham que seu jeito de ser é o melhor jeito de ser."  
Mas, de repente, vem o fogo.
O fogo é quando a vida nos lança numa situação que nunca imaginamos: a dor! 

Pode ser fogo de fora: perder um amor, perder um filho, o pai, a mãe, perder o emprego ou ficar pobre.

Pode ser fogo de dentro: pânico, medo, ansiedade, depressão ou sofrimento, cujas causas ignoramos. Há sempre o recurso do remédio: apagar o fogo! Sem fogo o sofrimento diminui.

Com isso, a possibilidade da grande transformação também. Imagino que a pobre pipoca, fechada dentro da panela, lá dentro cada vez mais quente, pensa que sua hora chegou: Vai morrer. Dentro de suas cascas duras, fechadas em si mesma, ela não pode imaginar um destino diferente para si.
" Não pode imaginar a transformação que está sendo preparada para ela. A pipoca não imagina aquilo de que ela é capaz. "
Aí, sem aviso prévio, pelo poder do fogo a grande transformação acontece: BUM!
E ela aparece como uma outra coisa completamente diferente, algo que ela mesma nunca havia sonhado. Bom, mas ainda temos o piruá, que é o milho de pipoca que se recusa a estourar.
" São como aquelas pessoas que, por mais que o fogo esquente, se recusam a mudar. Elas acham que não pode existir coisa mais maravilhosa do que o jeito delas serem. "

A presunção e o medo são a dura casca do milho que não estoura. No entanto, o destino delas é triste, já que ficarão duras a vida inteira!!
" Deus é o fogo que amacia nosso coração, tirando o que nele há de melhor! Acredite que para extrairmos o melhor de dentro de nós , temos que , assim como a pipoca, passar pelas provas de Deus. Talvez hoje você não entenda o motivo de estar passando por alguma coisa... "

Mas tenha certeza que quanto mais quente o fogo, mas rápido a pipoca estoura...

As 10 regras do Futebol de Rua

 1. A BOLA

A bola pode ser qualquer coisa remotamente esférica. 

Até uma bola de futebol serve. 
No desespero, usa-se qualquer coisa que role, como uma pedra, uma lata vazia ou a lancheira do irmão menor.  

2. O GOL
O gol pode ser feito com o que estiver à mão: tijolos, paralelepípedos, camisas emboladas, chinelos, os livros da escola



3. O CAMPO
O campo pode ser só até o fio da calçada, calçada e rua, rua e a calçada do outro lado e, nos grandes clássicos, o quarteirão inteiro.

 

 4. DURAÇÃO DO JOGO
O jogo normalmente vira 5 e termina 10, pode durar até a mãe do dono da bola chamar ou escurecer. Nos jogos noturnos, até alguém da vizinhança ameaçar chamar a polícia.

5. FORMAÇÃO DOS TIMES
Uniforme? jamais.
Varia de 3 a 70 jogadores de cada lado.  
Ruim vai para o gol. 
Perneta joga na ponta, esquerda ou a direita, dependendo da perna que faltar. 
De óculos é meia-armador, para evitar os choques. 
Gordo é beque.

6. O JUIZ
Não tem juiz.

7. AS INTERRUPÇÕES
No futebol de rua, a partida só pode ser paralisada em 3 eventualidades:
a) Se a bola cair no quintal da vizinha chata. Neste caso os jogadores devem esperar 10 minutos pela devolução voluntária da bola. 

Se isso não ocorrer, os jogadores devem designar voluntários para bater na porta da casa e solicitar a devolução, primeiro com bons modos e depois com ameaças de depredação.
b) Quando passar na rua qualquer garota gostosa.c) Quando passarem veículos pesados. De ônibus para cima. 
     Bicicletas e Fusquinhas podem ser chutados junto com a bola e, se entrar, é Gol.

8. AS SUBSTITUIÇÕES
São permitidas substituições nos casos de:
a) Um jogador ser carregado para casa pela orelha para fazer lição.
b) Jogador que arrancou o tampão do dedão do pé. Porém, nestes casos, o mesmo acaba voltando a partida após utilizar aquela  água santa da torneira do quintal de alguém. 

c) Em caso de atropelamento.
9. AS PENALIDADES
A única falta prevista nas regras do futebol de rua é atirar o adversário dentro do bueiro.
10. A JUSTIÇA ESPORTIVA
Os casos de litígio serão resolvidos na porrada, prevalece os mais fortes ou quem pegar uma pedra antes...
QUEM NÃO JOGOU, PERDEU UM DOS MELHORES MOMENTOS DA VIDA.

As Mãos de Minha Mãe


As Mãos de Minha Mãe
Autor: Desconhecido – Recebido de uma leitora das frases do dia.

Um jovem de nível acadêmico excelente, candidatou-se à posição de gerente de uma grande empresa.
Passou a primeira entrevista e o diretor fez a última entrevista e tomou a última decisão.
O diretor descobriu através do currículo que as suas realizações acadêmicas eram excelentes em todo o percurso, desde o secundário até à pesquisa da pós-graduação e não havia um ano em que não tivesse pontuado com nota máxima.
O diretor perguntou, "Tiveste alguma bolsa na escola?" o jovem respondeu, "nenhuma".
O diretor perguntou, "Foi o teu pai que pagou as tuas mensalidades ?" o jovem respondeu, "O meu pai faleceu quando tinha apenas um ano, foi a minha mãe quem pagou as minhas mensalidades."
O diretor perguntou, "Onde trabalha a tua mãe?" e o jovem respondeu, "A minha mãe lava roupa."
O diretor pediu que o jovem lhe mostrasse as suas mãos. O jovem mostrou um par de mãos macias e perfeitas.
O diretor perguntou, "Alguma vez ajudaste a tua mãe a lavar as roupas?", o jovem respondeu, "Nunca, a minha mãe sempre quis que eu estudasse e lesse mais livros. Além disso, a minha mãe lava a roupa mais depressa do que eu."
O diretor disse, "Eu tenho um pedido.  Hoje, quando voltares, vais e limpas as mãos da tua mãe, e depois vens ver-me amanhã de manhã."

O jovem sentiu que a hipótese de obter o emprego era alta. Quando chegou a casa, pediu feliz à mãe que o deixasse limpar as suas mãos. A mãe achou estranho, estava feliz mas com um misto de sentimentos e mostrou as suas mãos ao filho.
O jovem limpou lentamente as mãos da mãe. Uma lágrima escorreu-lhe enquanto o fazia. Era a primeira vez que reparava que as mãos da mãe estavam muito enrugadas, e havia demasiadas contusões nas suas mãos. Algumas eram tão dolorosas que a mãe se queixava quando limpava com água.
Esta era a primeira vez que o jovem percebia que este par de mãos que lavavam roupa todo o dia tinham-lhe pago as mensalidades. As contusões nas mãos da mãe eram o preço a pagar pela sua graduação, excelência acadêmica e o seu futuro.
Após acabar de limpar as mãos da mãe, o jovem silenciosamente lavou as restantes roupas pela sua mãe.
Nessa noite, mãe e filho falaram por um longo tempo.

Na manhã seguinte, o jovem foi ao gabinete do diretor.
O diretor percebeu as lágrimas nos olhos do jovem e perguntou, "Diz-me, o que fizeste e aprendeste ontem em tua casa?"
O jovem respondeu, "Eu limpei as mãos da minha mãe, e ainda acabei de lavar as roupas que sobraram."

O diretor pediu, "Por favor diz-me o que sentiste."
O jovem disse:
- Primeiro: Agora sei o que é dar valor. Sem a minha mãe, não haveria um eu com sucesso hoje.
- Segundo: Ao trabalhar e ajudar a minha mãe, só agora percebi a dificuldade e dureza que é ter algo pronto.
- Terceiro: Agora aprecio a importância e valor de uma relação familiar.

O diretor disse, "Isto é o que eu procuro para um gerente. Eu quero recrutar alguém que saiba apreciar a ajuda dos outros, uma pessoa que conheça o sofrimento dos outros para terem as coisas feitas, e uma pessoa que não coloque o dinheiro como o seu único objetivo na vida. "

Mais tarde, este jovem trabalhou arduamente e recebeu o respeito dos seus subordinados. Todos os empregados trabalhavam diligentemente e como equipe. O desempenho da empresa melhorou tremendamente.

George Carlin

George Carlin

Nós bebemos demais,
gastamos sem critérios.

Dirigimos rápido demais,
ficamos acordados até muito mais tarde,
acordamos muito cansados,
lemos muito pouco,
assistimos TV demais
e raramente estamos com Deus.

Multiplicamos nossos bens,
mas reduzimos nossos valores.

Nós falamos demais,
amamos raramente,
odiamos frequentemente.

Aprendemos a sobreviver,
mas não a viver;

adicionamos anos a nossa vida
e não vida aos nossos anos.

Fomos e voltamos a Lua,
mas temos dificuldade em cruzar a rua
e encontrar um novo vizinho.

Conquistamos o espaço,
mas não o nosso próprio.

Fizemos muitas coisas maiores,
mas pouquíssimas melhores.

Limpamos o ar,
mas poluímos a alma;

dominamos o Átomo,
mas não nosso preconceito;

escrevemos mais,
mas aprendemos menos;

planejamos mais,
mas realizamos menos.

Aprendemos a nos apressar
e não, a esperar.

Construímos mais computadores
para armazenar mais informação,
produzir mais cópias do que nunca,
mas nos comunicamos cada vez menos.

Estamos na era do 'fast-food'
e da digestão lenta;

do homem grande,
de caráter pequeno;

lucros acentuados e
relações vazias.

Essa é a era de dois empregos,
vários divórcios,
casas chiques
e lares despedaçados.

Essa é a era das viagens rápidas,
fraldas e moral descartáveis,
das rapidinhas, dos cérebros ocos
e das pílulas "mágicas".

Um momento de muita coisa na vitrine
e muito pouco na dispensa.

Uma era que leva essa carta a você,
e uma era que te permite dividir essa reflexão
ou simplesmente clicar 'delete'.


Lembre-se de passar tempo com as pessoas que ama,
pois elas não estarão aqui para sempre.

Lembre-se dar um abraço carinhoso em seus pais,
num amigo, pois não lhe custa um centavo sequer.

Lembre-se de dizer 'eu te amo' a sua esposa(o),
seus filhos, seus netos, seus vizinhos e as pessoas que ama,
antes que seja tarde e elas se vão...
mas, em primeiro lugar, se ame...
se ame muito.

Um beijo e um abraço curam a dor,
quando vem de lá de dentro.

Por isso, valorize sua família
e as pessoas que estão ao
seu lado, sempre.

Pensamentos


Tem algumas coisas que eu tenho dificuldade de entender:
1º.Gente que coloca “luto” na sua pagina de internet e não sai dela – Antigamente estar em LUTO significava tirar um tempo (ficar distante de tudo) para superar uma dor...
2º.Gente que pede para ser seu AMIGO nas redes sociais e depois não conversa com você.
3º.Mulheres que vivem dizendo que querem um Homem Romântico e não aguentam ver um Cafajeste.
4º.Mulheres que vivem dizendo que o importante é a “beleza interior” e dizem que o Neymar e o Ronaldinho são Lindos...Fala sério hein? Se elas conhecessem eles pessoalmente eu até acreditaria nesta teoria.
5º.Por que toda mulher tem em seu álbum três tipos de fotos: Ela emborcada arrebitando o bumbum, Fotos dos seios e a mais clássica de todas á de Frente ao espelho.
6º.Gente que posta na NET frases e Fotos com frases que eles mesmos não vivem.
7º.Pessoas que vivem me dizendo o que fazer, mas nunca Como fazer.

By bonomia

A Rosa e o Sapo

"TUDO tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu." Eclesiastes 3:1

Era uma vez uma rosa muito bonita, que se sentia envaidecida em saber que era a rosa mais linda do Jardim. 



Mas começou a perceber que as pessoas só a observavam de longe. 

Acabou se dando conta de que, ao seu lado sempre havia um sapo grande, e esta era a razão no qual ninguém se aproximava dela. 



Indignada com a descoberta ordenou que o sapo saísse de perto dela imediatamente. 

O sapo, muito humildemente, disse:

Esta certa, se é assim que você quer... 
  

 Algum tempo depois, o sapo passou próximo de onde estava a rosa, e se surpreendeu ao vê-la murcha e sem pétalas. 

Penalizado, disse a ela: 

Que coisa horrível, o que aconteceu com você? 

É que desde que você foi embora, as formigas se aproximaram e me comeram dia à dia, e agora nunca mais vou voltar a ser o que era.

O sapo respondeu: 

Quando eu estava por aqui, eu comia todas as formigas que se aproximavam de ti, por isso eras a rosa mais bonita do Jardim.


Deus não fez ninguém para "sobrar" neste mundo. 

Todos têm que aprender uns com os outros. 

Nunca devemos desvalorizar alguém.

Pode ser que uma dessas pessoas que não damos valor, nos faça um bem que nem nós mesmos percebemos. 

Que Deus nos abençõe e ajude a enxergar a beleza dos outros.

E lembrem-se principalmente, cada um de nós tem um valor insubstituível, talvez não visível aos olhos humanos, mas com certeza aos olhos de Deus.

Jumento !!! É a dura realidade !!!!!!


Um jumentinho voltando para sua casa todo contente, fala para sua mãe:
- Fui a uma cidade e quando lá cheguei fui aplaudido, a multidão gritava alegre, e estendiam seus mantos pelo chão... Todos estavam contentes com a minha presença. Sua mãe questionou se ele
estava só e o burrinho disse: -Não, estava levando um homem com o nome de Jesus.



Então sua mãe falou: -Filho, volte nessa cidade, mas agora sozinho. Então o burrinho respondeu: - Quando eu tiver uma oportunidade, voltarei lá... Quando retornou a essa cidade sozinho, todos que passavam por ele fizeram o inverso,
maltratavam, xingavam e até mesmo batiam nele. Voltando para sua casa, disse para sua mãe: - Estou triste, pois nada aconteceu comigo. Nem palmas, nem mantos, nem honras... 

Só apanhei, fui xingado e maltratado. Eles não me reconheceram, mamãe... Indignado o burrinho disse a sua mãe: - Porque isso aconteceu comigo??? Sua mãe respondeu: - Meu filho querido, você sem JESUS é só um JUMENTO...      

LEMBRE-SE SEMPRE DISSO !!!. 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...