Os 10 mandamentos do Casal

Os 10 Mandamentos do Casal

1º Mandamento: Nunca irritar-se ao mesmo tempo

Leitura: Prov. 4:24

O texto de Provérbios acima nos mostra que devemos afastar de nós palavras perversas “Nunca fale mentiras, nem diga palavras perversas” ( Bíblia na linguagem de hoje.)

Pergunta: Vc’s praticam isso?Ou numa discussão os dois se irritam ao mesmo tempo?

 Para refletir:
 Devemos a todo custo evitar a explosão. Quanto mais a situação é complicada, mais a calma é necessária. Então, será preciso que um dos dois acione o mecanismo que assegure a calma de ambos diante da situação conflitante. É preciso nos convencermos de que na explosão nada será feito de bom. Todos sabemos bem quais são os frutos de uma explosão: apenas destroços, morte e tristeza. Portanto, jamais permitir que a explosão chegue a acontecer. Há um belo pensamento que diz: "Há criaturas que são como a cana, mesmo postas na moenda, esmagadas de todo, reduzidas a bagaço, só sabem dar doçura..."


2º Mandamento: Nunca gritar um com o outro
(A não ser é claro que a casa esteja pegando fogo).

Leitura: 1Tm 3:4

O texto acima fala da qualidade que deve ter os bispos e diáconos, porem serve para toda a família cristã e também para todo o relacionamento cristão, pois o respeito ali mencionado é no sentido de dar valor ao outro, ser exemplo ao invés de ser autoritário!

Para refletir:

Quem tem bons argumentos não precisa gritar. Quanto mais alguém grita, menos é ouvido. Alguém me disse certa vez que se gritar resolvesse alguma coisa, porco nenhum morreria... Gritar é próprio daquele que é fraco moralmente, e precisa impor pelos gritos aquilo que não consegue pelos argumentos e pela razão.

Pergunta: Vocês já gritaram alguma vez um com o outro em uma discussão?



3º Mandamento:
Se alguém deve ganhar na discussão, deixar que seja o outro

Leitura: Lucas 6:29-31
O SENHOR JESUS nos ensina a sermos humildes e não andarmos como que em competição com o outro,vejam o que aconteceu na igreja de Corintios em 1Cor 3:4 Havia uma discussão e Paulo condena isso dizendo ser de Homens e não de DEUS tais coisas.

Pergunta: E Vocês conseguem agir assim? Conseguem deixar que o outro “ganhe” uma discussão para evitar que isso aumente e cause magoas e feridas piores?

Para refletir:
             Perder uma discussão pode ser um ato de inteligência e de amor. Dialogar jamais será discutir, pela simples razão de que a discussão pressupõe um vencedor e um derrotado, e no diálogo não. Portanto, se por descuido nosso, o diálogo se transformar em discussão, permita que o outro "vença", para que mais rapidamente ela termine. Discussão no casamento é sinônimo de "guerra" ; uma luta inglória. "A vitória na guerra deveria ser comemorada com um funeral"; dizia Lao Tsé. Que vantagem há em se ganhar uma disputa contra aquele que é a nossa própria carne? É preciso que o casal tenha a determinação de não provocar brigas; não podemos nos esquecer que basta uma pequena nuvem para esconder o sol. Às vezes uma pequena discussão esconde por muitos dias o sol da alegria no lar


4º Mandamento. 

Se for inevitável chamar a atenção, fazê-lo com amor.

Leitura : 1Tm 5:1-2

Neste texto Paulo ensina como as pessoas devem ser repreendidas “ como a um pai,como a um irmão, como a mães,etc.” ou seja COM AMOR
Pergunta: No relacionamento de Vocês quando um dos lados quer chamar a atenção do outro isso é feito dessa forma?

  Para refletir:
 A outra parte tem que entender que a crítica tem o objetivo de somar e não de dividir. Só tem sentido a crítica que for construtiva; e essa é amorosa, sem acusações e condenações. Antes de apontarmos um defeito, é sempre aconselhável apresentar duas qualidades do outro. Isso funciona como um anestésico para que se possa fazer o curativo sem dor. E ore pelo outro antes de abordá-lo em um problema difícil. Peça ao Senhor que prepare o coração dele (a) para receber bem o que você precisa dizer-lhe. Deus é o primeiro interessado na harmonia do casal.



5º Mandamento

Nunca jogar no rosto do outro os erros do passado

Leitura: Mt 7:1-4
JESUS nos ensina a não julgarmos os erros uns dos outros
Pergunta: Vocês jogam na “cara” um do outro os erros do passado quando de uma discussão?

Para refletir:
A pessoa é sempre maior que seus erros, e ninguém gosta de ser caracterizado por seus defeitos. Toda vez que acusamos a pessoa por seus erros passados, estamos trazendo-os de volta e dificultando que ela se livre deles. Certamente não é isto que queremos para a pessoa amada. É preciso todo o cuidado para que isto não ocorra nos momentos de discussão. Nestas horas o melhor é manter a boca fechada. Aquele que estiver mais calmo, que for mais controlado, deve ficar quieto e deixar o outro falar até que se acalme. Não revidar em palavras, senão a discussão aumenta, e tudo de mal pode acontecer, em termos de ressentimentos, mágoas e dolorosas feridas.


6º Mandamento

O descuido com qualquer pessoa é tolerável, menos com o cônjuge.
Leitura: 1Cor 7:3-5
Embora esta passagem fale sobre o casamento, ela nos ensina no versículo 5 “não vos priveis um ao outro...” nós vemos nesse contexto o cuidado de DEUS para que marido e mulher cuidem um do outro,e esse cuidado deve haver não só na área sexual como também em todas as áreas e serve também em um namoro que vise o casamento ou seja com propósitos pois cuidar do outro nos mínimos detalhes é tão importante quanto nos grandes detalhes.

Pergunta: Vocês têm sido atenciosos aos pequenos detalhes que estão “em volta” da vida do outro, Tem sido cuidadosos um com o outro?

  Para refletir:
  Na vida á dois tudo pode e deve ser importante, pois a felicidade nasce das pequenas coisas. A falta de atenção para com o cônjuge é triste na vida do casal e demonstra desprezo para com o outro. Seja atento ao que ele (a) diz, aos seus problemas e aspirações.




7º Mandamento.

Nunca ir dormir sem ter chegado a um acordo

Leitura: Ef 4:26-27

Esse texto é maravilhoso, pois demonstra claramente o cuidado de DEUS para com o nosso “gênio”,pois tem gente que diz “sou estopim curto”, porem a palavra de DEUS nos diz que se queremos ser cristãos verdadeiros não devemos nos descuidar e nos irar pois com isso nós daremos com certeza lugar ao inimigo e nós com certeza não queremos isso não é mesmo?

Para refletir:
 Se não chegarmos a um acordo hoje e deixar-mos para o dia seguinte o problema poderá ser bem maior. Não se pode deixar acumular problema sobre problema sem solução. Já pensou se você usasse a mesma leiteira (recipiente em que se coloca o leite para ferver) que já usou no dia anterior, para ferver o leite, sem antes lavá-la? O leite certamente azedaria. O mesmo acontece quando acordamos sem resolver os conflitos de ontem. Os problemas da vida conjugal são normais e exigem de nós atenção e coragem para enfrentá-los, até que sejam solucionados, com a graça de Deus. Não devemos ter a atitude da avestruz,( que quando em uma situação de perigo enfia a cabeça no buraco ), essa é a pior atitude que existe.

Pergunta: Vocês têm deixado “para depois” para resolver os seus problemas?


8º Mandamento.

Pelo menos uma vez ao dia, dizer ao outro uma palavra carinhosa.

Leitura:   Provérbios 5:18-19
“Portanto, alegre-se com a sua mulher, seja feliz com a moça com quem você casou; amorosa como uma corça, graciosa como uma cabra selvagem”. Que ela cerque você com o seu amor, e que os seus encantos sempre o façam felizBíblia na linguagem de Hoje

Pergunta: Vocês fazem isso? Dizem uma vez por dia pelo menos uma palavra carinhosa um para o outro?

  Para refletir:
  Muitos têm reservas enormes de ternura, mas esquecem de expressá-las em voz alta. Não basta amar o outro, é preciso dizer isto também com palavras. Especialmente para as mulheres, isto tem um efeito quase mágico. É um tônico que muda completamente o seu estado de ânimo, humor e bem estar. Muitos homens têm dificuldade neste ponto; alguns por problemas de educação, mas a maioria porque ainda não se deu conta da sua importância. Como são importantes essas expressões de carinho que fazem o outro crescer: "eu te amo", "você é muito importante para mim", "sem você eu não teria conseguido vencer este problema", "a tua presença é importante para mim"; "tuas palavras me ajudam a viver"... Diga isto ao outro com toda sinceridade toda vez que experimentar o auxílio edificante dele (a).


9º Mandamento.

Cometendo um erro, saber admiti-lo e pedir desculpas.

Leitura:   Lucas 17:3
O SENHOR nos ensina a perdoar, porem como é difícil pedir perdão não é mesmo?

Pergunta: Você admite os seus erros e pede perdão para o outro? Ou é orgulhoso e prefere não dizer nada?
      
  Para refletir:
 Admitir um erro não é humilhação. A pessoa que admite o seu erro demonstra ser honesta, consigo mesma e com o outro. Quando erramos não temos duas alternativas honestas, apenas uma: reconhecer o erro, pedir perdão e procurar remediar o que fizemos de errado, com o propósito de não repeti-lo. Isto é ser humilde. Agindo assim, mesmo os nossos erros e quedas serão alavancas para o nosso amadurecimento e crescimento. Quando temos a coragem de pedir perdão, vencendo o nosso orgulho, eliminamos quase de vez o motivo do conflito no relacionamento, e a paz retorna aos corações. É nobre pedir perdão!



10º Mandamento. Quando um não quer, dois não brigam.

 Leitura:   Prov 12:4
A palavra “virtuosa” significa no dicionário “disposição habitual para a prática do bem” veja que não é disposição “passageira” e sim “habitual” o que significa que deve ser constante, se no relacionamento se perder essa disposição com certeza haverá sempre algum motivo para brigas!
      
Para refletir:
É a sabedoria popular que ensina esta frase acima, será preciso então que alguém tome a iniciativa de quebrar o ciclo pernicioso que leva à briga. Tomar esta iniciativa será sempre um gesto de grandeza, maturidade e amor. E a melhor maneira será "não por lenha na fogueira", isto é, não alimentar a discussão. Muitas vezes é pelo silêncio de um que a calma retorna ao coração do outro. Outras vezes será por um abraço carinhoso, ou por uma palavra amiga que um momento de raiva ou ira de uma das partes será abrandado. Revidar a acusações feitas pelo outro em um momento de raiva do mesmo nunca é a melhor forma de se acabar com um conflito.


Obs: as fases são retiradas de uma pesquisa feita por Psicólogos americanos,especialistas em terapia conjugal, os textos biblicos são meus.

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...