A vitória do que persiste até o fim

Certa vez, um corredor foi participar da maior competição de sua vida. Ele havia passado anos treinando, privando-se do lazer e dedicando todo o seu tempo ao treinamento para ganhar aquela grande corrida; desejava somente a vitória.

Naquele grande dia, ele encontrou outros competidores também preparados e dispostos a vencer. Ele se posicionou em sua raia; seu coração estava a mil por hora. Em meio a arquibancada lotada, ele observou o seu pai, que se espremia entre os torcedores para vê-lo vencer. Ele lhe fez um sinal, dizendo: “Filho, você vai vencer!” Essas palavras encorajaram ainda mais o jovem que estava ali, entre grandes corredores.

Todos se posicionaram, aguardando o ordem da largada. Assim que o tiro quebrou o silêncio do estádio, todos os competidores se lançaram em disparada em busca do primeiro lugar. A arquibancada começou a vibrar diante da vontade daqueles atletas na pista. Eis que o pai do jovem corredor começou a gritar: “Filho, acelera! Você vai conseguir!”.

O seu filho passou o competidor que estava em terceiro lugar e, em seguida, o que estava em segundo. O estádio vibrou diante da garra com que aquele rapaz estava correndo. O seu pai gritou: “Vai lá, meu filho! Só falta mais um!”.

O jovem corredor se aproximou do primeiro colocado e conseguiu passá-lo. Os repórteres ficaram admirados com a velocidade do rapaz. Seu pai então gritou: “Filho, vai fundo! Só falta uma volta!”.

O rapaz se manteve na vantagem e o estádio inteiro o apoiava. Todos percebiam que ele iria ganhar a corrida sem nenhuma dificuldade.

Faltando alguns metros para a linha de chegada. Seu pai começou a pular no meio da multidão, vibrando, pois via que o seu filho iria vencer. Mas, de repente, o rapaz gritou e caiu no chão se torcendo de dor com a mão no tornozelo. Faltava apenas alguns metros para a linha de chegada.

O estádio ficou em silêncio. Os outros competidores passaram por ele, deixando-o para trás. Seu pai pulou o alambrado e foi até a pista. Levantou seu filho e apoiou-o em seu ombro. Os dois então começaram a caminhar em direção a linha de chegada. O estádio ficou de pé e começou a aplaudi-los. Em meio a toda aquela emoção, o pai disse ao seu filho: “Falta só mais um pedacinho para você chegar.” E ele chegou à linha de chegada.

O estádio vibrou. Pessoas choraram emocionadas, os repórteres cercaram o local para entrevistá-lo. A atenção não se voltou para o atleta que chegou em primeiro lugar, mas para a garra e determinação daquele pai e daquele filho. Na entrevista, o rapaz disse: “Posso até não ter chegado em primeiro lugar mais fui até o fim com ajuda do meu pai”.

     A vida é uma corrida,pode ser que você não seja forte o suficiente para vencê-la, mas você nunca estará sozinho...” Ninguém conseguirá resistir a você, todos os dias da sua vida. Assim como estive com Moisés, estarei com você; nunca o deixarei, nunca o abandonarei.Josué 1:5

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...